top of page
Buscar
  • Foto do escritorKaren Bassi

Como funciona um tratamento de Fisioterapia?

Até hoje tenho o privilégio de atender alguns pacientes que nunca passaram por um atendimento de Fisioterapia, chegando com zero expectativas (o que é muito bom também).


De forma geral, e claro que isso varia de profissional pra profissional, o atendimento depende 100% do quadro clínico. Ou seja, do que está acontecendo com o paciente.


Se é uma queixa de dor forte, aguda, que está presente mais frequente do que não, as primeiras sessões serão voltadas pra melhora dessa dor. Pra alívio ou às vezes, a resolução já.


Se o quadro não é tão intenso de dor, mas tem muita coisa pra corrigir, como diferença de força de um lado ou outro, diferença de um movimento (uma articulação mexer bem mais que a outra, por exemplo), encurtamentos importantes, isso será orientado logo no primeiro contato.


Lembrando que essas informações são vistas no dia da avaliação, momento em que tudo fica mais claro e a causa da queixa é muitas vezes explicada ali


Após o controle do quadro de dor, com uma frequência menor, intensidade menor, alguns movimentos básicos mais harmônicos, corrigidos, o trabalho vai de frente com o objetivo do paciente: se a ideia era só parar de sentir dor pra escovar o cabelo, talvez nosso trabalho juntos já acabe ali. Mas como sabem, a maioria dos pacientes que atendo tem objetivos maiores, como correr sem dor, pedalar, pular, jogar.


Nesse momento entra o gesto esportivo. E nele ficamos por muito tempo, enquanto o paciente vai retornando a atividade física praticada.


Só depois de juntos vermos que é possível fazer o gesto sem dor, sem queixas, aí o desmame da Fisioterapia começa, pra enfim, receber a alta


Você sabia que funcionava assim?! Conta pra mim

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Como eliminar sua dor sem cirurgia

Você está sofrendo com a dor e busca uma solução sem ter que passar por uma cirurgia? Temos boas notícias para você. Existem diversas estratégias que podem ajudar a aliviar sua dor sem a necessidade d

Você toma remédio quando sente dor?

Quantas vezes você já tomou um analgésico ou anti-inflamatório quando sentiu aquela dor incômoda nas costas, no pescoço ou em qualquer outra parte do corpo? É uma prática comum, não é mesmo? Mas será

3 Hábitos que Podem Aumentar a Sua Dor nas Costas

1. Imobilismo prolongado: Passar longos períodos sem se movimentar, seja sentado em uma cadeira por horas ou ficar sem atividade física, pode aumentar a rigidez muscular e causar tensão na coluna vert

Comments


bottom of page